terça-feira, 19 de junho de 2018

ASSISTA A ESTE VÍDEO E BOA ESCOLHA.


Assista a este vídeo. É muito importante.

Não escolha seus candidatos por sugestão de ninguém. Procure conhecer a sua vida, sua historia, e faça os seus questionamentos.

Eu já havia desistido de votar, mas depois que ví pessoas sérias dando a sua contribuição para um Brasil melhor, mudei de ideia e estou apoiando para deputado estadual por MG, o Campanhense Aílton Cunha. É Campanha voltando ao cenário político, do qual ela fez parte durante muitos anos.

Que pergunta você gostaria de fazer ao pré candidato a deputado estadual Aílton Cunha?

Acompanhe a tragetória de vida, a formação do cidadão Aílton Cunha, pelo blog www.istoecampanha.blogspot.com
Se você concorda, divulgue esta notícia e nos envie as suas perguntas.

DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS.

DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS.

"O espírito Joanna de Ângelis nos fala sobre as doenças psicossomáticas e o importantíssimo papel da mente na saúde.

O ser humano é um conjunto harmônico de energias, constituído de Espírito e matéria, mente e perispírito, emoção e corpo físico, que interagem em fluxo contínuo uns sobre os outros.

Qualquer ocorrência em um deles reflete no seu correspondente, gerando, quando for uma ação perturbadora, distúrbios, que se transformam em doenças, e que, para serem retificadas, exigem renovação e reequilíbrio do fulcro onde se originaram.

Desse modo, são muitos os efeitos perniciosos no corpo causados pelos pensamentos em desalinho, pelas emoções desgovernadas, pela mente pessimista e inquieta na aparelhagem celular.

Determinadas emoções fortes – medo, cólera, agressividade, ciúme – provocam uma alta descarga de adrenalina na corrente sanguínea, graças às grândulas supra-renais.

Por sua vez, essa ação emocional reagindo no físico, nele produz aumento da taxa de açúcar, mais forte contração muscular, face à volumosa irrigação do sangue e sua capacidade de coagulação mais rápida.

A repetição do fenômeno provoca várias doenças como a diabetes, a artrite, a hipertensão, etc., assim, cada enfermidade física traz um componente psíquico, emocional ou espiritual correspondente.

Em razão da desarmonia entre o Espírito e a matéria, a mente e o perispírito, a emoção (os sentimentos) e o corpo, desajustam-se os núcleos de energia, facultando os processos orgânicos degenerativos provocados por vírus e bactérias, que neles se instalam.

Conscientizar-se desta realidade é despertar para valores ocultos que, não interpretados, continuam produzindo desequilíbrios e somatizando doenças, como mecanismos degenerativos na organização somática.

Por outro lado, os impulsos primitivos do corpo, não disciplinados, provocam estados ansiosos ou depressivos, sensação de inutilidade, receios ou inquietações que se expressam ciclicamente, e que a longo prazo se transformam em neuroses, psicoses, perturbações mentais.

A harmonia entre Espírito e a matéria deve ser a favor do equilíbrio do ser, que desperta para as atribuições e finalidades elevadas da vida, dando rumo correto e edificante à sua reencarnação.

As enfermidades, sobre outro aspecto, podem ser consideradas como processos de purificação, especialmente aquelas de grande porte, as que se alongam quase que indefinidamente, tornando-se mecanismos de sublimação das energias grosseiras que constituem o ser nas suas fases iniciais da evolução.

É imprescindível um constante renascer do indivíduo, pelo renovar da sua consciência, aprofundando-se no autodescobrimento, a fim de mais seguramente identificar-se com a realidade e absorvê-la.

Esse autodescobrimento faculta uma tranqüila avaliação do que ele é, e de como está, oferecendo os meios para torná-lo melhor, alcançando assim o destino que o aguarda.

De imediato, apresenta-se a necessidade de levar em conta a escala de valores existenciais, a fim de discernir quais aqueles que merecem primazia e os que são secundários, de modo a aplicar o tempo com sabedoria e conseguir resultados favoráveis na construção do futuro.

Essa seleção de objetivos dilui a ilusão – miragem perturbadora elaborada pelo ego – e estimula o emergir do Si, que rompe as camadas do inconsciente (ignorância da sua existência) para assumir o comando das suas aspirações.

Podemos dizer que o ser, a partir desse momento, passa a criar-se a si mesmo de forma lúcida, desde que, por automatismo, ele o faz através de mecanismos atávicos da Lei de evolução.

A ação do pensamento sobre o corpo é poderosa, ademais considerando-se que este último é o resultado daquele, através das tecelagens intrincadas e delicadas do perispírito (seu modelador biológico), que o elabora mediante a ação do ser espiritual, na reencarnação.

Assim sendo, as forças vivas da mente estão sempre construindo, recompondo, perturbando ou bombardeando os campos organo-genéticos responsáveis pela geratriz dos caracteres físicos e psicológicos, bem como sobre os núcleos celulares de onde procedem os órgãos e a preservação das formas.

Quanto mais consciente o ser, mais saudáveis os seus equipamentos para o desempenho das relevantes tarefas que lhe estão reservadas. 

Há exceções, no entanto, que decorrem de livre opção pessoal, com finalidades específicas nas paisagens da sua evolução. 

O pensamento salutar e edificante flui pela corrente sanguínea como tônus revigorante das células, passando por todas elas e mantendo-se em harmonia no ritmo das finalidades que lhes dizem respeito.

O oposto também ocorre, realizando o mesmo percurso, perturbando o equilíbrio e a sua destinação.

Quando a mente elabora conflitos, ressentimentos, ódios que se prolongam, os dardos reagentes, disparados desatrelam as células dos seus automatismos, degeneram, dando origem a tumores de vários tipos, especialmente cancerígenos, em razão da carga mortífera de energia que as agride.

Outras vezes, os anseios insatisfeitos dos sentimentos convergem como força destruidoras para chamar a atenção nas pessoas que preferem inspirar compaixão, esfacelando a organização celular e a respectiva mitose, facultando o surgimento de focos infecciosos resistentes a toda terapêutica, por permanecer o centro desencadeador do processo vibrando negativamente contra a saúde.

Vinganças disfarçadas voltam-se contra o organismo físico e mental daquele que as acalenta, produzindo úlceras cruéis e distonias emocionais perniciosas, que empurram o ser para estados desoladores, nos quais se refugia inconscientemente satisfeito, embora os protestos externos de perseguir sem êxito o bem-estar, o equilíbrio.

O intercâmbio de correntes vibratórias (mente-corpo, perispírito-emoções, pensamentos-matéria) é ininterrupto, atendendo aos imperativos da vontade, que os direciona conforme seus conflitos ou aspirações.

Idéias não digeridas ressurgem em processos enfermiços como mecanismos auto-purificadores; angústias cultivadas ressumam como distonias nervosas, enxaquecas, desfalecimentos, camuflando a necessidade de valorização e fuga do interesse do perdão; dispepsias, indigestões, hepatites originam-se no aconchego do ódio, da inveja, da competição malsã – geradora da ansiedade – do medo, por efeito dos mórbidos conteúdos que agridem o sistema digestivo, alterando-lhe o funcionamento.

O desamor pessoal, os complexos de inferioridade, as mágoas sustentadas pela autopiedade, as contrariedades que resultam dos temperamentos fortes de constantes atritos com o organismo, resultando em cânceres de mamas(feminino), da próstata, taquicardia, disfunções coronarianas, cardíacas, enfartos brutais, etc.

Impetuosidade, violência, queixas sistemáticas, desejos insaciáveis respondem por derrames cerebrais, estados neuróticos, psicoses de perseguição, etc..

O homem é o que acalenta no íntimo.

Sua vida mental expressa-se na organização emocional e física, dando surgimento aos estados de equilíbrio como de desarmonia pelos quais se movimenta.

A conscientização da responsabilidade imprime-lhe destino feliz, pelo fato de poder compreender a transitoriedade do percurso carnal, com os olhos fitos na imortabilidade de onde procede, em que se encontra e para a qual ruma.

Ninguém jamais sai da vida.

Adequando-se à saúde e à harmonia, o pensamento, a mente, o corpo, o perispírito, a matéria e as emoções receberão as cargas vibratórias benfazejas, favorecendo-se com a disposição para os empreendimentos idealistas, libertários e grandiosos, que podem ser conseguidos na Terra graças às dádivas da reencarnação.

Assim, portanto, cada um é o que lhe apraz e pelo que se esforça, não sendo facultado a ninguém o direito de queixas, face ao princípio de que todos os indivíduos dispõem dos mesmos recursos, das mesmas oportunidades, que empregam, segundo seu livre-arbítrio, naquilo que realmente lhes
interessa e de onde retiram os proventos para sua própria sustentação.

Jesus referiu-se ao facto, sintetizando, magistralmente, a Sua receita de felicidade, no seguinte pensamento:

– A cada um será dado segundo as suas obras.

Assim, portanto, como se semeia, da mesma forma se colherá."

Por Joanna de Ângelis e Divaldo Franco;
Livro Autodescobrimento (Ed. LEAL).

segunda-feira, 18 de junho de 2018

AILTON CUNHA, GUARDEM BEM ESTE NOME.

               Passando ontem pela praça Dom Ferrão, tive a grata satisfação de ver este outdoor do amigo Aílton Cunha. Este é uma pessoa séria em tudo que participa. Sempre alegre e otimista, o conheço desde os tempos em que estudava na Escola Dom Othon Motta, passando depois pelo Colégio Vital Brasil e por ser um aluno acima da média, ganhou uma bolsa de estudos para se transferir para a Coopercamp onde concluiu o ensino médio. Indo para Viçosa onde fez Quími-ca, e participava de inúmeras atividades sociais, culturais e filantrópicas... seguiu para São Pau-lo onde passou a exercer suas atividade profissionais. 
               Sempre interessado pela comunidade onde vivia, participou em São Paulo, daquela famosa manifestação de abril de 2013, que resultou na criação do RENOVA BR. Membro atuante, se inscreveu entre mais de quatro mil interessados em participar da vida pública do Brasil. Dos 150 classificados, ele foi o único sul-mineiro classificado.
               Hoje Aílton Cunha é um pré-candidato a deputado estadual por Minas Gerais. Este é um dos candidatos em quem podemos confiar, pelo seu berço, pelo seu passado, pela sua competência e pela história que em tão pouco tempo, já escreveu.
               Este eu sou capaz de apoiar e pedir a confiança de todo o pavo mineiro.

UM QUARTO DE HORA

UM QUARTO DE HORA - CHICO XAVIER (Meimei)

Quando tiveres um quarto de hora à disposição, reflete nos benefícios que podes espalhar. Recorda o diálogo afetivo com que reforças o bom ânimo de algum familiar, dentro da própria casa;  das palavras de paz e de amor que o amigo enfermo espera de tua presença;  de auxiliar em alguma tarefa que te aguarde o esforço para a limpeza ou o reconforto do próprio lar;  da conversação edificante com uma criança desprotegida que te conduzirá para a frente as sugestões de boa vontade;  de estender algum adubo à essa ou aquela planta que se te faz útil;  e do encontro amistoso, em que a tua opinião generosa consiga favorecer a solução do problema de alguém.  Quinze minutos sem compromisso são quinze opções na construção do bem. Não nos esqueçamos de que a floresta se levantou de sementes quase invisíveis, de que o rio se forma das fontes pequeninas e de que a luz do Céu, em nós mesmos, começa de pequeninos raios de amor a se nos irradiarem do coração.

domingo, 17 de junho de 2018

IMPRIMIR AMOR NA CONSCIÊNCIA COLETIVA DA HUMANIDADE

IMPRIMIR AMOR NA CONSCIÊNCIA COLETIVA DA HUMANIDADE Mensagem do Arcanjo Miguel canalizada por Natalie Glasson


Vocês são seres espirituais sagrados conectados a tudo o que é amoroso e divino no Universo do Criador. Vocês são a fonte de toda cura e mudança em sua vida, para si mesmos e para as gerações passadas e futuras. Vocês têm a capacidade de recolher informações, ideias e padrões de comportamento do seu corpo físico e do campo energético. Tudo o que vocês precisam saber para curar suas vidas passadas e linhas do tempo geracionais está em seu interior, agora aguardando para ser descoberto. Vocês têm a capacidade de libertar todos os que vieram antes de vocês, bem como todas as suas vidas passadas, dos fardos, limitações e sofrimentos que carregaram e que agora vocês armazenam como informação dentro do seu ser. Isso resulta em liberdade e liberação para o seu ser e sua realidade, como também para as gerações vindouras.
Quer vocês acreditem ser seres espirituais que habitam um corpo humano, quer não, vocês estão na Terra agora para explorar o impacto positivo que podem imprimir na sua vida e na vida dos outros. Um amor sagrado, divino e especial existe dentro de todos nós. Nosso amor interno cura, edifica, transforma e compartilha uma profunda sabedoria conosco, além das realidades terrenas. Esse amor pode ser vislumbrado nos relacionamentos românticos, entre pais e filhos, amizades, vínculo com os animais e compaixão pelas outras pessoas. Todavia, o amor poderoso e sagrado em seu interior é muito mais expansivo e abundante do que isso. Imaginem o amor que compartilham com os outros e multipliquem por mil e vocês ainda não chegariam perto da expressão generosa do amor que é a sua verdade e essência.
O que é o Amor?
O amor é uma palavra utilizada para descrever um sentimento, uma sensação e uma experiência dentro de vocês, que pode se expressar e se manifestar no mundo exterior. Quando experimentam o amor que provém do seu ser, vocês podem se sentir felizes, contentes, radiantes, extasiados, seguros e assim por diante. Reconhecer e concentrar-se no amor sagrado, que vocês incorporam, permite que experimentem expansão, cura, iluminação, saúde radiante e uma sensação de se estar conectado a todos na Terra e a todo o Universo do Criador. O amor, em um nível terreno, descreve seus relacionamentos consigo mesmos e com os outros. Quando expandem sua compreensão do amor, vocês começam a acessar e captar o seu relacionamento eterno com o Criador/Universo/Deus/Fonte/Tudo o Que É, na verdade, sua existência sagrada além do corpo físico.
Vocês, enquanto ser infinito sagrado/alma/essência, exigem exploração. Isso irá ajudá-los a compreender e se lembrar do poder que sustentam e como podem transformar a si mesmos, os entes queridos e o mundo, ao explorar tudo o que está dentro do seu ser. É o reconhecimento da abundância do amor interno que vai abri-los para que se conheçam de modo mais pleno, orientando-os a fazer as mudanças necessárias em sua energia, percepções, vibração principal e realidade. Quando estão alinhados e expressando o amor interno, vocês estão conectados a todo ser humano do seu passado, presente e futuro, a infinita sabedoria e conhecimento além das ilusões, que estão ativamente prontos para todos fazerem download. Vocês estão conectados às vibrações de cura que lhes permitem curar e reparar seu corpo, assim como um constante e inquebrantável apoio que deseja que vocês experimentem apenas o bem em suas vidas.
Com frequência, são as limitações mentais que fazem com que vocês sejam incapazes de reconhecer o infinito poder, conexão e apoio que possuem a cada momento de sua vida. Sua mente foi programada pelas gerações passadas, temores, sofrimentos e limitações colocados nas realidades de todos. Vocês podem ter sido ensinados a olhar para fora em busca de ajuda, que vocês nunca são bons o bastante, que sempre têm que trabalhar duro para ter o que desejam e que a vida não é satisfatória. Tudo isso produz bloqueios e ilusões em sua mente, o que faz com que se distraiam da sua verdade, de quem vocês realmente são, dos seus poderes e do que são capazes. Essencialmente, vocês estão sendo desviados de experimentar uma vida satisfatória devido às ilusões e falsas percepções de sua mente. Isso não é sua culpa. As experiências de seus pais, avós, bisavós e até mais para trás, gerações e civilizações anteriores, todos apoiaram e criaram os pensamentos, crenças, temores, ansiedades, limitações, ilusões e os hábitos negativos que vocês enfrentam hoje. Seus dons, talentos e belas qualidades podem também estender-se a partir de sua linhagem familiar, gerações e civilizações anteriores. Vocês são um produto de todos os que lhes antecederam, assim como de todas as experiências não resolvidas e dos sucessos de suas vidas passadas. Após o seu nascimento, à medida que se desenvolviam e observavam a vida cotidiana na Terra, vocês aceitaram a perspectiva geral que toda a humanidade mantinha. Seu aprendizado, enquanto criança, parecia normal e essencial para viver na Terra, e, ainda assim, vocês estavam simplesmente aceitando as perspectivas que programavam sua mente para ver o mundo ao seu redor da mesma maneira que os demais.
Sua alma, essência ou energia amorosa sabia, quando escolheu acessar a realidade terrena, que teria que adotar numerosas influências, algumas limitantes, outras fortalecedoras. O abundante amor dentro de vocês tinha muitas ideias e paixões que desejava experimentar e satisfazer em sua vida. Por isso vocês escolheram seus pais e sua linhagem ancestral, porque as limitações apropriadas, bem como os poderes seriam impressos em seu ser para impeli-los a explorar suas ideias, paixões e propósitos a cada dia. Quando escolheram seus pais, antes do nascimento, vocês levaram em consideração a cura e a transformação que poderiam gerar para seus pais e seus antepassados. A cura e a liberação das limitações ou temores estavam exatamente alinhadas com as paixões e missões de sua alma/energia amorosa. Vocês não só poderiam realizar os sonhos e desejos do seu eu divino, como também poderiam curar e interromper o crescente impulso de padrões de comportamento negativos, limitações, doenças, sofrimento, temores e muito mais. Isso aconteceria por meio da cura interior, descoberta e observação. Vocês podem, então, criar novos padrões, percepções e liberações para as gerações vindouras.
Fonte de cura
Vocês são a fonte de cura em sua vida agora, vocês estão no lugar certo, na hora certa para ajudar a criar as gerações que nascem sem o “imprinting” negativo de seus pais, antepassados, gerações e civilizações anteriores e talvez até de vidas passadas. Vocês têm a capacidade de ajudar as almas a nascer livres para explorar a verdade, a divindade e os poderes amorosos de seu ser, sem ter os fardos mantidos na consciência coletiva da humanidade. Sua fonte de cura é a luz generosa e a consciência do amor que existe dentro de vocês neste exato momento. A maior energia e crença que precisam ser erradicadas é o enfraquecimento do amor e da fonte do amor interno. Quanto mais vocês concederem poder, energizar e estimular o brilho do seu ser para o mundo, mais rápido o poder do amor e a realização do poder do amor serão restaurados em toda a humanidade. Vocês são a fonte de cura para a sua existência e para a libertação dos outros. A vibração de cura é o seu amor, quando vocês confiam plenamente, envolvem-se e acreditam no poder, nas qualidades transformadoras e na força do amor.
Despertar o amor para transformar a Terra
. Comecem por conectar sua percepção consciente à fonte do amor dentro do seu ser. Sintam, percebam, reconheçam a energia do amor emanando do chacra cardíaco e do chacra do coração superior para todo o seu ser.
. Convoquem doze formas ou pessoas para estarem atrás de vocês e ao seu lado, que representem seus pais e seus antepassados, gerações e civilizações anteriores da Terra, assim como vidas passadas ou simultâneas. Assim, é como se todo o ser que já existiu na Terra esteja presente com vocês nessas doze formas ou pessoas.
. Invoquem todos os Arcanjos para estarem diante de vocês e emanar o poder do amor que canalizam por meio dos seus seres, desde o núcleo do amor e do poder do Criador. Recebam as vibrações angélicas do poder do amor em todos os aspectos do seu ser, principalmente no chacra cardíaco e no chacra do coração superior. O amor presente em seu chacra cardíaco e no chacra do coração superior será iluminado e aumentará, começando a resplandecer em todas as direções.
. Enviem as vibrações de amor que vocês estão reconhecendo em seu ser para a parte posterior do seu chacra cardíaco e do chacra do coração superior, sendo exaladas por suas costas, penetrando nos doze reunidos atrás e ao seu lado.
. Continuem a compartilhar o amor, vocês são uma fonte abundante de amor, até sentirem, perceberem e reconhecerem que os doze reunidos absorveram todo o amor de que precisam para se transformar.
. Convidem os Arcanjos presentes com vocês para dotar as impressões e os modelos do amor e do poder do amor em seu chacra cardíaco e seu chacra do coração superior. Reservem um momento para absorvê-los por si mesmos e depois entreguem as impressões e os modelos do amor aos doze reunidos que representam cada alma que existiu na Terra e que foi adicionada à consciência da humanidade de hoje. À medida que eles recebem, começam a se transformar, tornando-se poderosos faróis iluminados e amor ardente em todas as direções.
. Solicitem ou declarem a intenção de convidar todos a aceitar o poder do amor deles e do abundante amor que flui do Criador. Peçam a todos que percebam a si mesmos como uma fonte de cura. Consequentemente, emanem amor para curar e elevar energeticamente todas as situações, experiências e circunstâncias criadas em suas realidades, em qualquer que seja o tempo e em qualquer civilização em que elas existam. Cada alma representada pelos doze reunidos começa a purificar suas experiências com amor. É como se as limitações e a negatividade de todos os que existiram antes de vocês ou em vidas simultâneas, estivessem sendo erradicadas, e cada alma estivesse retornando ao seu propósito original e consciência, imprimindo amor para que todos possam se beneficiar. Desfrutem e explorem a transformação que ocorre, enquanto vocês também observam as mudanças que acontecem dentro do próprio ser.
Com o poder do amor,
Arcanjo Miguel   -.....---==II==----.....-   Direitos Autorais: Natalie Glasson canaliza mensagens dos seres de luz que o Arcanjo Miguel orienta para vir comunicar a sua sabedoria e compartilhar a sua energia para o crescimento espiritual da humanidade. Estas mensagens canalizadas se concentram na energia que está vindo mais proeminentemente dos planos internos, enquanto oferece orientação espiritual e inspiração. Natalie é famosa pela variedade de Arcanjos, Mestres Ascensionados, Elohins, Fadas, Unicórnios e Elementais que ela canaliza, o que permite ao leitor se conectar e a compreender muitos seres de luz, que são aspectos do universo do Criador e estão auxiliando no processo da ascensão na Terra. Para maiores informações vá até o site deste link: http://www.natalieglasson.com/Contact_Me.html ;
Fonte: Natalie Glasson, Wisdom of the Light, www.wisdomofthelight.com ;  - www.omna.org Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com   Gostou!Compartilhe com os  Seus Amigos.

sábado, 16 de junho de 2018

MOMENTO BRASILEIRO.

Momento brasileiro

Diante de crimes hediondos, suicídios ou tragédias provocadas como atentados e sequestros dramáticos, e mesmo a insensibilidade reinante no governo diante da realidade brasileira, a perplexidade domina os círculos da sociedade humana.
É importante, de início, já informar: ninguém nasceu predestinado a matar (não se mata apenas com armas) ou a matar-se. Matar ou matar-se são resultantes da liberdade de agir. Estamos todos destinados ao progresso, e o desajuste das emoções e do equilíbrio é o grande responsável por tais tragédias. Estamos, absolutamente, convidados à harmonia na convivência e à solidariedade nas iniciativas. Da mesma forma, o dever dos que estão investidos de poder é usar a política em sua devida finalidade: gerir o tesouro nacional em favor da coletividade do país. A corrupção em todos os níveis, igualmente, é um atentato à vida.
Referida liberdade de decisão – seja no caso dos crimes em geral ou mesmo numa gestão de poder –, no entanto, sujeita-nos às reparações que virão a seu tempo. Isso por uma razão muito simples: somos responsáveis pelo que fazemos. A vida e suas leis determinam essa responsabilidade intransferível, deixando bem claro que toda lesão que causamos a nós mesmos ou a terceiros, teremos que reparar. Não é castigo, mas apenas consequência. Isso vale tanto nesses dramas que envolvem famílias como na administração de valores que envolvem toda a sociedade.
E as vítimas? Como ficam essas pessoas? Por que sofrem atentados e se tornam vítimas de crimes passionais e etc? E uma nação enfrentando o mal uso do poder, com a corrupção reinante? Podemos acrescentar outras questões: Por que Deus permite? Por que uns se livram, inesperadamente, de determinados perigos, enquanto outros deles são vítimas? Por que ocorrem com uns e com outros não? Qual o critério para todas essas situações? E também, claro, por que os abusos do poder ou a insensibilidade gerada pelo egoísmo e pelo império do materialismo?
Apesar da dor e sofrimentos decorrentes e da não justificativa – sob qualquer pretexto – de gestos que violentem a vida, as chamadas vítimas enquadram-se em quadros de aprendizados necessários ou de reparações conscienciais perante si mesmos, envolvendo, é claro, os próprios familiares. Raciocínio também cabível nos aprendizados de uma nação, como é o nosso caso, onde ainda negociamos os votos ou somos seduzidos por interesses que violentam os reais objetivos da pátria.
Por outro lado, os autores – apesar de equivocados e cruéis – são dignos de piedade, uma vez que enfermos. Quem agride está doente, desequilibrado na emoção e necessitado de auxílio, compreensão, tolerância, e mais ainda, de perdão. Inclusive na indiferença ou omissão do cargo investido, acrescente-se.
Cristãos que nos consideramos, sem importar a denominação religiosa que adotamos, a postura solicitada em momentos difíceis como o agora enfrentando pela mentalidade brasileira, é de compaixão para com agressores e vítimas. Todos são dignos da misericórdia que norteia o Amor ao próximo. A situação de quem agride é muito pior de que quem é agredido. O agredido (não se restrinja aqui a nomenclatura à agressão física) já se liberta de pendências que aguardavam o momento difícil ou faz importantes aprendizados; o agressor, por sua vez, abre períodos longos, no futuro, de arrependimentos e reparações que lhe custarão dores e sofrimentos. Nada justifica a crueldade, mesmo que seja por indiferença ou omissão. Sua ocorrência coloca à mostra nossas carências e enfermidades morais expostas, demonstrando a necessidade do quanto ainda precisamos fazer uns pelos outros. Não podemos julgar. Não temos competência para isso. O histórico divulgado pela mídia já demonstra por si só as carências expostas, dentre tantos outros fatos lamentáveis. Mas há a bagagem que não vemos.
O momento é de vibrações e preces para que todos tenhamos equilíbrio. Todos somos filhos de Deus!
Orson Peter Carrara

INCENTIVO A LEITURA DE LIVROS NA REDE ESTADUAL.

Catanduva Tem Incentivo a Leitura de Livros na Rede Estadual

oregional.com.br 12/03/2018
A Diretoria Regional de Ensino de Catanduva elabora uma lista de títulos condizente com a idade dos alunos. Para comprovar a leitura, é preciso entregar um resumo da obra que é analisado pelo professor. Caso o resumo esteja de acordo com o livro, o adolescente recebe uma bolinha, que, coladas lado a lado, chega ao formato de uma centopeia no final do ano letivo.
Voltado às turmas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, o trabalho já contabiliza 570.164 livros lidos e a participação de 54.953 alunos desde seu início.
O projeto também é voltado para a participação de alunos com deficiência visual (cegos ou com baixa visão) que leem livros em braile ou leitura ampliada e, também com alunos do Centro de Estudos de Línguas (CEL), que leem publicações em espanhol (Proyeto Ciempiés), francês e inglês.
As atividades, desenvolvidas na aula de Língua Portuguesa, estipulam uma meta para os estudantes. No ano passado, para uma meta de 10 livros, a média foi de 11 obras lidas por aluno. Para o ano de 2018, os estudantes já deram inicio ás leituras. A previsão é que aconteça uma celebração no final do ano, em virtude dos 10 anos do projeto, com os alunos que mais se destacaram nas atividades.

A VERDADEIRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

Circulando no zap esta mensagem. Resolvi publica-la, porque este é o pensamento de todo brasileiro que não mama nas tetas do governo, ou seja mais de 90%.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

VÁRIOS MODOS DE COMUNICAÇÃO ESPÍRITA.

VÁRIOS MODOS DE COMUNICAÇÃO ESPÍRITA.

"As comunicações inteligentes entre os Espíritos e os homens podem dar-se por sinais, pela escrita e pela palavra. 

Os sinais consistem no movimento significativo de certos objetos e, mais frequentemente, nos ruídos ou golpes vibrados.

Quando esses fenômenos têm sentido, não permitem dúvidas quanto à intervenção de uma inteligência oculta, porquanto se todo efeito tem uma causa, todo efeito inteligente deve ter uma causa inteligente. 

Sob a influência de certas pessoas, designadas pelo nome de médiuns, e algumas vezes espontaneamente, um objeto qualquer pode executar movimentos convencionados, dar um determinado número de pancadas e assim responder, pelo sim e pelo não ou pela designação das letras do alfabeto. 

As pancadas podem ser ouvidas sem nenhum movimento aparente e sem causa ostensiva, quer na superfície, quer nos próprios tecidos dos corpos inertes, numa parede, numa pedra, num móvel ou em qualquer outro objeto.

De todos esses objetos, por serem os mais cômodos, dada a sua mobilidade e pela facilidade com que nos colocamos em sua volta, são as mesas os mais frequentemente utilizados, daí a designação geral do fenômeno pelas expressões triviais de mesas falantes e de dança das mesas, expressões que convém banir, primeiro pelo que têm de ridículo, depois porque podem induzir em erro, levando a crer que, nesse particular, as mesas tenham qualquer influência especial. 

Daremos a este modo de comunicação o nome de sematologia espírita, expressão que dá uma perfeita ideia e compreende todas as variedades de comunicações por sinais, movimento de corpos ou pancadas.

Um de nossos correspondentes propunha-nos se designasse especialmente este último meio, o das pancadas, pelo vocábulo tiptologia. 

O segundo modo de comunicação é a escrita. 

Designá-lo-emos pelo nome de psicografia, igualmente empregado por um correspondente. 

Para se comunicarem pela escrita, os Espíritos empregam como intermediários certas pessoas dotadas da faculdade de escrever sob a influência da força oculta que as dirige e que obedecem a um poder evidentemente estranho ao seu controle, pois não podem parar nem prosseguir à vontade e, na maioria dos casos, não têm consciência do que escrevem.

A mão é agitada por um movimento involuntário, quase febril; tomam o lápis, malgrado seu, e assim o largam.

Nem a vontade, nem o desejo podem fazê-los prosseguir, caso não devam.

Eis a psicografia direta. 

A escrita também é obtida pela só imposição das mãos sobre um objeto colocado de modo conveniente e munido de um lápis ou qualquer outro instrumento para escrever.

Os objetos mais geralmente empregados são as pranchetas ou as cestas convenientemente preparadas.

A força oculta que age sobre a pessoa transmite-se ao objeto, o qual se torna, destarte, uma espécie de apêndice da mão e lhe imprime um movimento necessário para traçar os caracteres.

Eis a psicografia indireta. 

As comunicações transmitidas pela psicografia são mais ou menos extensas, conforme o grau da faculdade mediadora.

Uns apenas obtêm palavras; noutros a faculdade se desenvolve pelo exercício e escrevem frases completas e, por vezes, dissertações desenvolvidas sobre assuntos propostos ou abordados espontaneamente pelos Espíritos, sem que se lhes tenha feito qualquer pergunta. 

Às vezes a escrita é clara e legível; outras vezes só é decifrável por quem a escreveu, e este então a lê por uma espécie de intuição ou dupla vista. 

Pela mão da mesma pessoa, a escrita às vezes muda, em geral de maneira completa, com a inteligência oculta que se manifesta, e o mesmo tipo de letra se reproduz sempre que se manifesta a mesma entidade.

Isto, entretanto, nada tem de absoluto. 

Os Espíritos transmitem por vezes certas comunicações escritas sem intervenção direta. 

Neste caso os caracteres são traçados espontaneamente por um poder extra-humano, visível ou não.

Como é útil que cada coisa tenha o seu nome, a fim de nos podermos entender, chamaremos esse modo de comunicação escrita de espiritografia, para distingui-la da psicografia, ou escrita obtida por um médium.

A diferença desses dois vocábulos é fácil de apreender.

Na psicografia, a alma do médium representa, necessariamente, um certo papel, pelo menos como intermediária, ao passo que na espiritografia é o Espírito que age diretamente, por si mesmo. 

O terceiro modo de comunicação é a palavra. 

Certas pessoas sofrem nos órgãos vocais a influência de um poder oculto, semelhante ao que se faz sentir na mão dos que escrevem. 

Transmitem pela palavra tudo aquilo que os outros fazem pela escrita. 

Como as comunicações escritas, as verbais se dão por vezes sem a mediação corpórea. 

Palavras e frases podem soar aos nossos ouvidos e em nosso cérebro sem causa física aparente.

Os Espíritos também nos podem aparecer em sonho ou no estado de vigília e dirigir-nos a palavra, para nos darem avisos e instruções. 

Para seguir o mesmo sistema de nomenclatura adotado para as comunicações escritas, deveríamos chamar a palavra transmitida pelo médium de psicologia e a que provém diretamente do Espírito de espiritologia.

Mas o vocábulo psicologia já tem uma acepção conhecida e não a podemos transformar.

Chamaremos, pois, todas as comunicações verbais de espiritologia: as primeiras serão a espiritologia mediata e as últimas a espiritologia direta. 

Dos vários meios de comunicação, é a sematologia o mais incompleto.

É muito lento e só dificilmente se presta a desenvolvimentos de certa extensão.

Os Espíritos superiores não o empregam de boa vontade, já pela lentidão, já porque as respostas sim ou não são incompletas e sujeitas a erros.

Para o ensino, preferem as mais rápidas: a escrita e a palavra. 

A escrita e a palavra são, com efeito, meios mais completos para a transmissão do pensamento dos Espíritos, seja pela precisão das respostas, seja pela extensão do desenvolvimento que comportam.

Tem a escrita a vantagem de deixar traços materiais e de ser um dos meios mais adequados de combate à dúvida.

Aliás, não temos a liberdade de escolha: os Espíritos comunicam-se pelos meios que julgam adequados, e isto depende das aptidões."

Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1858 > Janeiro >

BENDITA HERANÇA.

Mãe faleceu, mas deixou à filha o amor pela leitura

Naiane Mesquita - Campo Grande News - 17/06/2016
Dona Alayde nunca teve medo da cidade grande. Nasceu em Terenos, mas sempre sonhou em morar na Capital. Viveu quase a vida toda na fazenda, na lida diária, no chão batido. Quando partiu, no dia 27 de maio do passado, deixou para os três filhos não só a alegria e a vaidade de quem até para se internar no hospital precisava do cabeleireiro, mas também o amor pela leitura e a escrita, herança da época em que foi impedida de estudar e o melhor bolo de mandioca do mundo. 

“Ela cresceu semi-analfabeta, aprendeu a ler sozinha. Ela me contava que na fazenda onde morava, tinha um lugarejo próximo com uma escola. Todos os anos ela pedia para ir, assistir as aulas. Quando alcançou uma idade, ela percebeu que jamais iria para a escola e tentou aprender sozinha, pegando os livros dos irmãos que já tinham estudado”, relembra a filha do meio de Dona Alayde, Valdeci Santos do nascimento, 52 anos.

Esse desejo de aprender nunca abandonou Dona Alayde. Lutou para morar na cidade, dar uma vida melhor aos filhos, mas ainda casada, preferiu ficar ao lado do marido na lavoura. “Ela incutiu na minha cabeça e na dos meus irmãos que a melhor forma de ascendermos e termos melhores condições de vida seria através da dedicação ao estudo. Acabamos pagando um preço alto por isso, principalmente ela, que viu os filhos pequenos morando, de favor, em casas alheias”, relembra.

Valdeci diz que mesmo assim nunca viu a mãe desanimar. Trabalhou como lavadeira, faxineira, cozinheira e continuou incentivando que os filhos jamais desistissem de uma vida melhor. Quando ficou viúva, há 18 anos, preferiu seguir os passos dos filhos. Aos 79 anos, morava sozinha, gostava de levantar cedo e pagar as contas, seguir com a rotina todos os dias.

Até que um dia o câncer de pâncreas foi descoberto. Para Valdeci, ainda é difícil aceitar. “Foi como se tivesse perdido minha mãe em um acidente. Ela sempre foi independente, morava sozinha, de repente começou a se sentir mal e 29 dias depois faleceu.

Não esperávamos um desfecho tão trágico. Não éramos melhores amigas, mas eu era a pessoa de confiança dela, em todos os sentidos e ela era a minha. Minha mãe batalhou por nós. Deixou em nós esse desejo de ser sonhadores e de procurar até o fim a nossa felicidade”, diz.

Foi no final da tarde do dia 27 de maio do ano passado, que dona Alayde se despediu. Com a filha ficou o jeito vaidoso, “ela exigiu a presença de cabeleireiro e manicure para chegar ao hospital apresentável, como gostava de dizer”, ri Valdeci.

A receita de bolo de mandioca e o arroz soltinho ainda são lembrados nas festas familiares, assim como a forma batalhadora de ver a família. Hoje, a mãe completaria 80 anos, mas para os filhos, Valdeci, Francisco Luis do Nascimento, o vereador Saci, e Maria Irene Mendes Flores, isso não é motivo de tristeza, mas ainda de comemoração. “Aqui deixou uma família harmoniosa e estabilizada. Dois netos e três bisnetos. Acredito que ela cumpriu a missão de quem sonhou um destino diferente e melhor para os seus”.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

ELA VIU NA EDUCAÇÃO UMA MANEIRA DE MUDAR DE VIDA.

Wendel viu na educação uma maneira de mudar de vida

Gabriela Martins - Araraquara.com - 28/02/2016
Quanto a educação pode modificar uma vida? No caso de Wendel Mataruco de Araújo, o estudo fez com que ele saísse do Centro de Ressocialização (CR) Masculino de Araraquara com destino à sala de aula do curso de Engenharia Civil.

VEJA VÍDEO

Preso pela primeira vez aos 20 anos, pelo crime de tráfico de drogas, Wendel buscou nos livros um recomeço e hoje, aos 37 anos, e prestes a ganhar a liberdade, o reeducando entrará pela primeira vez em uma faculdade.

Com notas altas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Wendel foi aprovado em 6º lugar no curso de Direito e 11º em Engenharia Civil, e conseguiu bolsa integral pelo Programa Universidade Para Todos (Prouni). “Eu sei que fiz muita coisa errada por pura imaturidade. Mas foi vendo minha mãe chorar e o sofrimento da minha família que optei por me afastar da criminalidade e me aproximar dos estudos, ainda dentro da cadeia. Agora só quero que minha mãe e minha noiva se orgulhem do Wendel engenheiro”, ressalta.

Nascido em Ribeirão Preto, Wendel viveu em um dos bairros mais violentos da cidade, onde acabou se envolvendo com a criminalidade. “Eu tive problemas na infância com meu pai, que era alcoólatra, e fui cuidado pela minha mãe. Meus amigos da rua eram envolvidos com o crime. Fui imaturo e também acabei me envolvendo, até ser preso por tráfico de drogas aos 20 anos”, explica.

Pela segunda vez - Três anos depois o jovem acabou voltando para as ruas, as mesmas que o levaram para a cadeia, e retornou ao crime. Em São Paulo, decidiu roubar um carro para conseguir dinheiro. Porém, durante a fuga, ele acabou atropelando dois policiais civis. “Passados seis meses acabei sendo acusado de latrocínio em Minas Gerais, crime que negarei até o fim da minha vida, e fui condenado a 25 anos de prisão. Foi vendo minha mãe chorar que me arrependi de tudo que tinha feito e decidi ficar longe daquele ‘poço sem fundo’. Então comecei a estudar de madrugada para não me envolver com as conversas dos presos que estavam comigo na penitenciária”.

Wendel cumpriu oito anos de sua pena e nesse período prestou três vezes o Enem. “Eu fiz o Ensino Fundamental enquanto estava preso em Serra Azul, onde me incentivaram muito a estudar. Eu mal sabia ler e escrever. Como tinha tempo na cadeia, comecei a pegar gosto pela leitura. Uma coisa foi puxando a outra. Hoje sou autodidata e recebi o certificado do Ensino Médio pelo Enem, devido à minha pontuação”.

Ainda neste mês ganhará a liberdade e a chance de ter um diploma. “Eu sei que vou enfrentar muito preconceito, pois as pessoas acreditam que uma vez errado, sempre errado. Eu vou provar o contrário, vou ser o melhor aluno, e dar muito orgulho para minha mãe e minha noiva quando for um engenheiro formado”, finaliza Wendel que, mesmo em liberdade, continuará se apresentando ao juiz a cada 30 dias.

Reeducação - Para Valdete Gomes Ribeiro, uma das agentes responsáveis pela educação no CR, incentivar a leitura onde ocorre a ressocialização é algo primordial. “A educação muda trajetórias, muda caminhos. Você precisa se esforçar muito, mas ela mostra muitas boas possibilidades. Nós acreditamos na ressocialização e por isso nos esforçamos, educando e ensinando novos trabalhos, voltando recuperado para a sociedade”, destaca.

O CR Masculino de Araraquara conta hoje com alfabetização, Ensino Fundamental e Médio, além de dois cursos profissionalizantes.

Internos visitam o Senai Araraquara - É também em busca da recuperação de jovens por meio da educação que a unidade da semiliberdade de Araraquara levou sete de seus internos para conhecer o Senai na semana passada, visando as bolsas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que serão abertas em março.

“Essa é uma maneira de eles garantirem espaço no mercado de trabalho. Hoje, mais de 70% dos 14 adolescentes estão detidos por tráfico de drogas. Muitos desses se envolveram com o crime por sobrevivência. O objetivo aqui é mostrar que com o estudo eles não precisarão depender do tráfico”, conta o diretor da unidade, Benjamim Campos.

E foi por conta do consumismo que Henrique (nome fictício), de 17 anos, acabou se envolvendo com o tráfico e foi encaminhado para a Fundação Casa. “Eu chegava na escola e sempre via os meninos da minha sala com roupas ou tênis bons. Minha família não tinha condições de me dar nada daquilo, então decidi traficar para ter dinheiro e comprar aquilo que tinha vontade. Mas depois de entrar aqui, minha vontade é de fazer diferente. Fiquei com muita vontade de fazer o curso de torneiro mecânico”, conta.

Também foi por tráfico que Marcos (nome fictício), 17, foi apreendido. “Eu nunca tinha entrado aqui e me interessei pelo curso de marceneiro. Daqui cinco meses estou livre e quero estudar e trabalhar. Não entrei no mundo do crime por opção, quero um futuro melhor para mim”, destaca.

Os adolescentes da semiliberdade estudam e participam de programas esportivos e culturais fora da unidade, monitorados por agentes. “Eles saem sozinhos para ter uma autonomia, mas estão sempre sendo monitorados. Aqui, o que estamos fazendo é mostrar um novo caminho que pode ser trilhado por eles”, ressalta o agente de apoio socioeducativo, Reginaldo Camassuti.

Análise
A educação que transforma

A notícia de que jovens presos ou submetidos a medidas socioeducativas de restrição de liberdade conseguiram sucesso em seus estudos renova as esperanças e a certeza de que o futuro da humanidade reside na igualdade real de oportunidades para todos, diferente do que vemos hoje.
Nós, humanos, somos capazes dos feitos mais incríveis. Somos dotados de talentos, de inteligência, de capacidades que nos diferenciam de qualquer outro ser vivo do planeta. O que determina nosso sucesso não é somente nossa capacidade individual, mas a oportunidade de desenvolvê-la. Por conta das diferenças econômicas, poucos têm acesso aos mecanismos que permitem que nossos talentos se desenvolvam, e é este o ponto que devemos cuidar.
A vitória destes jovens é a prova de que quanto menos prisão e mais oportunidades oferecermos aos jovens - mas de verdade, não da boca para fora - maiores são as chances de os afastarmos da violência, de os incluirmos na sociedade. O que estes jovens nos mostraram é que, presentes as condições, todos, inclusive os envolvidos pela criminalidade, possuem condições de crescer. Este é nosso desafio: permitir aos jovens desenvolver seus talentos e capacidades. Mãos à obra!
Em um mundo onde a educação é um privilégio, ter acesso a ela de forma séria, ela pode mudar a vida de um jovem para sempre.

Moacir de Freitas Junior
Sociólogo

ASSISTA A ESTE VÍDEO E BOA ESCOLHA.

Assista a este vídeo. É muito importante. Não escolha seus candidatos por sugestão de ninguém. Procure conhecer a sua vida, sua histori...

Popular Posts