Páginas

segunda-feira, 27 de março de 2017

ALGUNS AVANÇOS DA CIÊNCIA À LUZ DO ESPIRITISMO.

ALGUNS AVANÇOS DA CIÊNCIA À LUZ DO ESPIRITISMO

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Bebê de proveta

“[...] o ‘bebê de proveta’ arremessa, os envolvidos terrenos (geneticistas e pais) na fecundação assistida, a graves responsabilidades porquanto, se dispomos na Terra dos recursos técnicos, falta-nos o componente espiritual que vincula e consolida o processo ao mérito espiritual.

Indispensável bom senso e apoio evangélico.
As mulheres que se tornarem mães por esse processo provavelmente terão sido aqueles Espíritos que em vidas passadas não tiveram o devido zelo com o dom da maternidade. O atual impedimento, aliado ao desejo ardente de agora ser mãe, além do êxito genético, via proveta, parece indicar que o resgate se cumpriu e que prosperou o ensina mento da valorização da maternidade.” (Eurípedes Kühl,Genética e Espiritismo, 2.ed., p. 20-21).

Barriga de aluguel

“Fundamental, às chamadas ‘mães de aluguel’, considerar que entre mãe e filho, na gestação, há simbiose fluídica, interligando os dois Espíritos envolvidos no processo. Que as mulheres dispostas a essa atividade reflitam bem nesses ensinamentos, entendendo que a maternidade, dentro de uma união de amor,
ou de fraternidade, é sublime, enquanto que o aluguel do útero não passa de um acordo comercial, de início equivocado, pois não há ‘lei do inquilinato’ na Natureza.” (Eurípedes Kühl,Genética e espiritismo, 2. ed., p.21-22).

Incubadeiras artificiais

“As chamadas ‘incubadeiras artificiais’, tal como vaticinava Aldous Huxley no seu já citado ‘Admirável Mundo Novo’, suprimiriam a interpenetração fluídica entre gestante e feto, [...] (Eurípedes Kühl, Genética e espiritismo, 2. ed., p. 21).

O congelamento de embriões e o Espírito

Se o embrião for congelado, qual a situação do Espírito ligado a ele?

Essa questão é, talvez, a de maior alcance e interesse da genômica. As considerações a respeito dos embriões con
gelados trilham sobre o fio da navalha de algo tão transcendental, já largamente sendo experimentado pelos geneticistas e embriologistas: manipulação, aproveitamento, armazenamento, descarte... [...]

Na fertilização assistida, vários embriões são manipulados, dos quais, normalmente, quatro são implantados no útero e os demais, mantidos congelados, para eventual repetência da fertilização, caso não prospere a tentativa anterior (tem sido um problema ético mundial o descarte dos embriões congelados que
já não mais interessam ao casal). [...]

Vemos assim, que os embriões podem ter duas finalidades: uma reprodutiva, outra para pesquisas laboratoriais.
O nó górdio da questão é saber em qual embrião, seja para uma ou para outra destinação, há ou não Espírito a ele ligado, posto que em ‘A Gênese’, cap. XI, item n° 18, consta que na fecundação ocorre uma expansão do perispírito daquele que irá reencarnar, atraindo-o, irresistivelmente. E à medida que o feto se desenvolve, esse laço espiritual se encurta.” (Eurípedes Kühl, Genética... além da biologia, perg. 67).

CÉLULAS TRONCO - O QUE SÃO?

“Elas são comparáveis a tijolos: assim como numa construção são empregados desde o alicerce até o topo, da mesma forma a natureza as utiliza para a construção de um organismo.
Seu emprego se dá por meio de injeção no paciente, na parte lesada, por doença ou acidente ou mesmo por extirpação cirúrgica. Nesse caso, o próprio organismo desse paciente se encarregará de repor o tecido danificado ou construir outro, sadio, para substituir aquele que foi retirado. ”(Eurípedes Kühl,
Genética... além da biologia, p.105).

Onde são encontradas as células tronco?

“[...] no próprio indivíduo, embora principalmente na medula óssea, há outras áreas onde existem essas fantásticas células indiferenciadas denominadas células-tronco adultas: estão presentes também em músculos, intestino, neurônios etc., cujo emprego, na verdade, é mais difícil e, por enquanto, de resultados
menos eficientes.” (Eurípedes Kühl,Genética...além da biologia, perg. 52

Nenhum comentário:

Postar um comentário