Páginas

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

22 DE JANEIRO DE 2017.



José Augusto de Mello Ferreira Lopes –
* 22.01.1918 – + 08.01.2010
 Ele estaria comemorando hoje os seus 99 anos de vida.
Há algum tempo havia um programa na saudosa Rádio Difusora da Campanha, que se chamava “Tempo Livre” apresentado pelo diretor daquela emissora Rubens Ramos de Oliveira. E toda semana o jornalista José Luiz Nogueira da Silva prestava uma homenagem a alguém da nossa sociedade que havia prestado algum serviço à comunidade, intitulado, GENTE QUE BRILHA.
Um dia ele começou assim...
O homenageado de hoje tem um amor ilimitado por este chão. Campanha é a sua alegria constante e a sua preocupação maior. Discreto, sóbrio, educado, generoso e de uma cativante solidariedade com os menos favorecidos pela sorte, José Augusto de Mello Ferreira Lopes dá permanentemente o mais comovente exemplo de dedicação e amor às crianças assistidas pela AMAE.
José Augusto, o dia que você propôs a colocar um sorriso nos lábios das crianças deficientes, condicionando-as a uma vida quase normal, você ganhou o respeito de uma cidade inteira e as bênçãos do Senhor das Almas, porque tem amparo uma criança fisicamente carente!
Tem no coração a generosidade, a humildade e o desprendimento. Valores espirituais destinados aos bons e aos justos, e é por isso que você ganha todos os dias, o sorriso das crianças, o respeito dos adultos, a proteção dos anjos e as graças de Deus.
De todas as iniciativas de José Augusto de Melo Ferreira Lopes, destacamos: a oficialização do feriado de dois de Outubro; sua luta inglória para a localização do Centro de Triagem Postal da ECT no Palmela – essa batalha você perdeu porque interesses desconhecidos e inconfessáveis foram mais fortes do que seu amor pela nossa Campanha. E a criação da AMAE em nossa cidade, cuja inauguração aconteceu dia 01 de Setembro de 1968. Essa obra, José Augusto, vai ficar para a posteridade como símbolo de um grande amor filial, porque é um presente que você deu ao seu pai, como recompensa por ele ter ensinado você a gostar tanto da Campanha. Como estou falando da AMAE um dos nossos mais ricos patrimônios, instituição modelo do Estado de Minas, não posso deixar de citar o comando seguro, eficiente, desprendido, inteligente e dedicado de Arminda Ferreira de Melo presidente da AMAE. Campanha nunca vai poder pagar a ela essa dívida de gratidão. Obrigado Arminda. E obrigado também a todos os funcionários abnegados da AMAE que dão exemplo do mais puro e dignificante de amor ao próximo.
O anonimato é a posição social preferida daqueles que repudiam a autopromoção, o egoísmo e a individualidade. E a sua vaidade é subjetiva. O que revela humildade e simplicidade, valores que definem a bondade de coração de coração e a pureza da alma. O seu profundo amor pelas coisas da Campanha é uma herança paterna. É um amor que se torna mais grandioso, porque a sua genealogia condicionou sua personalidade com os mais sublimes sentimentos humanos: Nobreza de conduta, firmeza de caráter e grandeza de propósitos. Que bom que você é assim! Conversar com você nos dá uma certa angústia porque sentimos as presenças inesquecíveis de Paulino Araújo, seu pai e do Paulo seu irmão e ficamos morrendo de saudades. Para ele Campanha foi sempre a melhor e mais bonita cidade do mundo.
José Augusto de Mello Ferreira Lopes! É enriquecedor e altamente gratificante para um ser humano, ser o fundador de uma instituição do gabarito da AMAE. E um envaidecimento natural e compreensível, mas por ser excessivamente modesto, você permitiu que essa vitória ficasse no seu subjetivo, ignorada pela maioria da população.
“Dar a César o que é de César” sempre foi o princípio que norteou minhas redações. De tudo que você fez pela nossa cidade, o mais comovente e sensibilizante, foi procurar amparar os anjos da terra para receber as bênçãos dos anjos do céu.

Fica aqui registrada a nossa homenagem, o nosso afeto e o nosso muito abrigado à José Augusto de Mello Ferreira Lopes, o Zé do Paulino por você ser tão gente. Gente que a gente gosta, porque você é realmente: gente que brilha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário