Páginas

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

10 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE OS AUTORES BRASILEIROS.

10 coisas que você precisa saber sobre os autores brasileiros

Meio Norte - 20/09/2016

Para quem não sabe, Clarice Lispector, na verdade chamava-se Haya Pinkhasovna Lispector e nasceu na Ucrânia. Ela se naturalizou brasileira.

Essa e outras curiosidades você vai conhecer agora sobre alguns autores brasileiros. Confira:

1. A primeira edição de Macunaíma, de Mário de Andrade, foi ilustrada por ninguém menos que Pedro Nava (autor de livros como Baú de Ossos).

2. O poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade publicou seu primeiro livro, Alguma Poesia, com tiragem de 500 exemplares, com dinheiro do próprio bolso.

3.A escritora cearense Raquel de Queiroz, autora de O Quinze, foi a primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras.

4. Guimarães Rosa, famoso escritor mineiro, morreu três dias depois da posse na Academia Brasileira de Letras.

5. Exímio jogador de xadrez, Machado de Assis publicou um dos primeiros simulados do jogo em jornais.

6. Mário de Andrade, paulista autor de Macunaíma, era obcecado por cartas. Ele respondia praticamente todas as cartas que recebia. Detalhe: nos seus poucos mais de 50 anos, recebeu em torno de sete mil correspondências. Só de Manuel Bandeira foram 400.

7. Cerca de 100 mil páginas de correspondência do escritor Jorge Amado estão em processo de catalogação pela sua fundação em Salvador, na Bahia. Mas quem pensa em conhecer seus conteúdos, um balde de água fria: a pedido do escritor, elas só serão divulgadas 50 anos após a sua morte.

8. Carlos Drummond imitava com perfeição a assinatura dos outros. Para poupar-se de mais trabalho, falsificava a assinatura do chefe da repartição pública em que trabalhava. Ele também tinha mania de picotar papel e tecido. “ Se não fizer isso, saio matando gente pela rua”, dizia.

9. Guimarães Rosa trabalhou como diplomata na Alemanha durante o período nazista. Juntamente com a esposa, protegeu judeus perseguidos pelo regime. Em virtude disso, ambos foram homenageados em Israel, em 1 985. O nome do casal foi dado a um bosque nas imediações da cidade de Jerusalém.

10. O alagoano Graciliano Ramos foi descoberto como escritor graças à qualidade literária dos relatórios que enviava ao governo do estado de Alagoas na época em que foi prefeito da cidade de Palmeira dos Índios. Seu modo de escrever chamou a atenção de todos. Ramos é autor de livros como Caetés, São Bernardo e Vidas Secas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário