Páginas

sábado, 15 de outubro de 2016

Qual a diferença entre TRISTEZA e DEPRESSÃO ?

Qual a diferença entre TRISTEZA e DEPRESSÃO ?

Resultado de imagem para imagem tristeza depressão
Quantas pessoas você já ouviu dizer “ah, estou tão deprimido hoje!” quando a palavra correta seria triste? Muitas pessoas não percebem adiferença entre depressão e tristeza momentânea e passam a se tratar com antidepressivos.
Até mesmo um termo foi cunhado para esses medicamentos que, apesar de serem destinados a tratar pessoas com depressão, seriam usados por todos para melhorar quimicamente sua vida (evitando timidez e se tornando mais auto-confiantes) – psicofarmacologia estética. Remédios como o Prozac seriam usados por quem está apenas triste e quer esquecer sua dor momentânea, não por quem está deprimido, mesmo que existam efeitos colaterais (tremedeira e perda do desejo sexual).
De acordo com especialistas, a depressão é o resultado de uma mutação da tristeza em uma doença constante. E, mesmo assim, há dúvidas sobre isso, afinal nem especialistas ou farmacêuticos sabem exatamente como nos deveríamos sentir em relação a nossa vida.
Gary Greenberg é um psicoterapeuta que sofre, ele mesmo, de depressão se submeteu a vários tratamentos e escreveu um livro chamado Manufacturing Depression (que pode ser traduzido como Fabricando a Depressão). Para ele não importa se achamos que estamos tristes ou deprimidos, se vamos para um psicólogo ou não ou se resolvemos tomar antidepressivos. Na verdade, para ele, o que importa é como você se sente em relação a isso e só suas próprias idéias poderiam salvá-lo da depressão. [New Scientist]

Nenhum comentário:

Postar um comentário